informativo técnico

Diferenças entre cabos rígidos e flexíveis

Uma questão formulada pelos profissionais da área com grande freqüência é sobre quais as diferenças básicas, além do aspecto construtivo, entre os condutores rígidos e flexíveis.

Em princípio, sem abordarmos muitos detalhes, a única diferença entre tais condutores está no grau de flexibilidade final do cabo. Nos demais aspectos, como tensão de operação, capacidade de corrente, queda de tensão, suportabilidade às sobrecargas e curto-circuitos não há nenhuma diferença.

Dessa forma, os cabos flexíveis são utilizados nas mesmas aplicações que os rígidos, com a vantagem de uma maior facilidade no seu manuseio.

Graças a isso, o tempo necessário para instalar os cabos flexíveis é menor do que para os cabos não-flexíveis, o que implica uma redução na mão de obra de instalação. Atualmente, economizar nos custos de instalação é um bom negócio para todos: clientes e fornecedores.